segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Fim das féérias D:

GEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEENTE

Minhas férias acabaram =((((( *todaschora*

Poxa vida, mas já?? Passara tão rápido =(

E acabo de receber a pior notícia da minha vida, me mudaram de equipe lah no trabalho =(


que vida crueeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeel -_-

domingo, 28 de agosto de 2011

Mais um dia sem você, ou menos um dia para nosso encontro?


Sabe, gente... Ontem e hoje estou meio assim sem saco... sabe aqueles dias de tpm... então....sou desses ¬¬'

Tudo que eu queria era seu abraço, seu carinho, suas mão me acariciando, seus beijos para me afogar nesse sentimento tão louco e intenso.

Fui a praia hoje, caminhei nas areias banhando meus pés na água, fria e revigorante... Escrevi teu nome na areia e pedi pra que o mar - meu cúmplice - te trouxesse para mim. Ele levou teu nome embora e agora eu estou a te esperar.

Vem logo...







Ouvindo: La vida sin amor (Il Divo)


Pensamento do dia: "nesse mundo de tantos anos, entre tantos outros que sorte a nossa ein???"

sábado, 27 de agosto de 2011

E haja amor!


Hy dears ^^

Gente, estava eu lendo um poema da Clara... É, gente, a clarinha minha íntima.... Clarice Lispector [hahahaha] e eu simplesmente me encanto com a forma linda e livre com que ela expressa o amor. Coloquei aqui o poema que li... É bem conhecido ele, mas vale a pena parar e ler novamente.

Entããão boa leitura, gente.
Beeeeijos =*

"Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo.
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos.
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso.
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.
Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.
Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade... Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali".
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.
Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.
Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.
Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.
Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram... Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer:
- E daí? EU ADORO VOAR!

Clarice Lispector



Ouvindo: È con te ( Nek )

Pensamento do dia: "Amor é um sentimento dos seres imperfeitos, posto que a função do amor é levar o ser humano a perfeição."

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Meu anjo!

E quando minha vida estava sem rumo,
Quando meus caminhos pareciam estar sem destino, lágrimas escorriam por minha face...
Era a saudade... saudade daquele que nunca conheci... daquele que meu coração tanto desejava.
A dor era tamanha, e meus dias permaneciam sem cor, sem brilho [sem ele].

E minha alma gritava no silêncio oculto dos meus pensamentos...
Gritava numa esperança infunda que você o ouvisse e assim viesse ao meu encontro.
Envolto a essa solidão, continuei a gritar... cada vez mais baixo... sim! Por que já não me restavam mais forças... Mas a força do meu amor se fez forte em meu silêncio, quando já não a tinha mais... quando encontrar você já havia se tornado algo impossível para mim, O silêncio que ensurdecia minha alma te trouxe, lenta e perfeitamente... Trouxe para mim, para o calor dos meus braços... Para o raiar do meu dia..
Hoje sinto que minha alma jorra como uma linda e exuberante cachoeira, Seu amor me inunda, me transforma e eu desejo tê-lo... tê-lo... e tê-lo a cada dia mais!

Sou grato a Deus por ter me dado você, e sou grato a você por ter devolvido a minha alma a chance de amar novamente.


Essa letra relata em estrofes o que sinto, com supremacia.


Frisson
Ivete Sangalo

Meu coração pulou
Você chegou, me deixou assim
Com os pés fora do chão
Pensei: que bom
Parece, enfim, acordei
Pra renovar meu ser
Faltava mesmo chegar você
Assim, sem me avisar

E acelerar
Um coração que já bate pouco
De tanto procurar por outro
Anda cansado
Mas quando você está do lado
Fica louco de satisfação
Solidão nunca mais

Você caiu do céu
Um anjo lindo que apareceu
Com olhos de cristal
Me enfeitiçou
Eu nunca vi nada igual
De repente
Você surgiu na minha frente
Luz tão brilhante

Cometa em forma de gente
Invasor do planeta amor
Você me conquistou

Me olha, me toca
Me faz sentir
Que é hora, agora
Da gente ir